Latest Entries »

Progcast de casa nova!

Atenção Proggers.

Se você caiu por aqui pela primeira vez, ou se você ainda está acostumado a visitar este endereço anteção! O progcast, com todo o conteúdo, se mudou para o domínio próprio. Acessem www.progcast.com.br para acompanhar todas as novidades e os novos episódios do Progcast.

comente, divulgue e espalhe.

Anúncios

Progfail #3 – Recados do nosso abono mensal

Saudações Proggers!

Em reunião de última hora, decidimos não gravar o episódio dessa semana, mas dessa vez por uma excelente razão. Sabemos que o Rhamsés sempre promete mas nunca divulga o site, mas….. FINALMENTE  ELE ENTRARÁ NO AR. Junto com a ajuda que tivemos do Ambiente Musical, estamos com os arquivos no servidor, pronto para apertar o botão vermelho e finalizar as configurações dos feeds que agora existirão para você baixar no iTunes, etc.

Fiquem ligados do nosso site, e acessem nosso dominío próprio para ver logo mais a nova cara do PROGCAST

Comentem, espalhem, divulguem

Serj Tankian ficou conhecido pelo mundo quando o System Of A Down explodiu lá pelos idos de 2004 com “Toxicity”. Alguns anos depois, porém, a banda entrou em um recesso (até esse ano de 2011) e Tankian emplacou uma carreira solo com o ótimo álbum “Elect The Dead”, voltando os holofotes para o músico, levando-o a turnês pelo mundo e singles nos charts principalmente na mídia americana.

 

Comprovando a consciência ecológica, social e política que o cantor armênio-americano tem, “Imperfect Harmonies” traz em sua essência muito do que foi feito na sua antiga banda, mas focado mais nas orquestrações, fazendo do seu segundo álbum um trabalho único.  Lançado via Reprise Records e Serjical Strike Records (do próprio músico, óbvio), o álbum chegou a ter um atraso de duas semanas por um imprevisto com o papel que o trabalho deveria ser impresso.

E o clima orquestral de “Disowned Inc” (os mais atentos perceberão a clara passagem que lembra em muito o S&M do Metallica), conduzido no piano e alguns efeitos eletrônicos onde o principal destaque, obviamente, é a versatilidade de Tankian, que mais parece estar cantando uma história. O sentimento quase Post Rock de “Borders Are” se reflete no ambiente criado pelos wahs e a música bem repetitiva (mas não enjoativa), como em “Deserving”, onde o resultado não é tão satisfatório devido aos versos muito longos, que aliados a uma música bem lenta não apresenta muitos atrativos. “Beatus”, por outro lado, é quase um musical que se passa no meio do deserto, com um ótimo crescendo, enquanto “Reconstructive Demonstration” pode pesar para os menos acostumados (afinal de contas, as guitarras até agora foram mínimas e o álbum parece caminhar a passos módicos). E o desespero pode aumentar ainda mais para os radicais com “Electron” e o seu neo clássico eletrônico e na belíssima balada “Gate 21”, com seu flertes com ópera.

E as músicas apenas com piano e instrumentos realmente ditam o direcionamento do disco, mais claro ainda com a incompreensível “Yes, It’s A Genocide”, que chega a dar arrepios em alguns momentos, tão densa ela é, uma espécie de introdução para a mezzo-balada “Peace Be Revenged”, onde novamente a interpretação e o poder vocal de Serj Tankian roubam a cena. “Left Of Center”, em seguida é uma música cadenciada no estilo Prog Metal que muitas bandas fazem/fizeram/um dia vão fazer, com um dos melhores refrões do álbum, levando ao encerramento com a (adivinha) balada “Wings Of Summer” que pode incomodar algumas pessoas por algumas passagens que remetem à música brasileira lá da década de 50 e 60, um tanto quanto enjoadas.

Comparando com “Elect The Dead”, o novo álbum do vocalista do System Of A Down soa até um tanto quanto desencontrado, buscando um caminho novo, totalmente longe da sua outra banda, algo explicável, afinal de contas, o SOAD voltará a ativa agora em 2011. Os fãs do vocalista, porém, que esperam algo parecido com qualquer outra coisa que ele já lançou anteriormente podem se desapontar um pouco: não há berros, quase não há guitarras, as músicas são lentas (sonolentas em algumas partes) e extremamente repetitivas em outras. Nesse caso, não é nem questão de ter a mente aberta para ouvir esse tipo de som ou não, tem é que estar preparado para ouvir uma viagem completamente sem sentido de Serj Tankian.

01. Disowned Inc.
02. Borders Are…
03. Deserving?
04. Beatus
05. Reconstructive Demonstrations
06. Electron
07. Gate 21
08. Yes, It’s Genocide
09. Peace Be Revenged
10. Left of Center
11. Wings of Summer

Nota: 7

1987 – Crest Of A Knave

View full article »

Saudações Proggers!

Sejam bem vindos a mais uma edição da sua dose semanal de rock Progressivo

Aproveitamos o tema e mergulhamos na melhor característica do Post-Rock: A viagem. Em uma conversa maluca que envolveu de Justin Bieber a OVNI de Jerusalém, batemos um papo sobre a origem e a importância da música do God Is An Astronaut para as pessoas e para o estilo. Pegue o seu balão, e embarque nesse mundo completamente diferente, leve e sem sentido. Aproveitem!

Comentamos no episódio

O que tocou no episódio

Comentários, sugestões, correções e contato: progcastbr@gmail.com

Sigam-nos no Twitter @progcastbr

Seja nosso amigo no orkut

Veja nosso perfil no MySpace

Curta nossa fanpage no Facebook

Adicione o Progcast no seu msn! group1336447@groupsim.com

Comentem, espalhem, divulguem

Baixe agora o episódio

Saudações Progger!

Quer ganhar um mega kit do PAIN OF SALVATION ?

Então pegue a sua camera (não vale a de celular) e comece a elaborar um cover criativo de qualquer música da banda.  Os mais criativos irão ser presenteados com prêmios exclusivos.

O que você precisa fazer?

Fácil. Faça um cover criativo (como essa por exemplo), suba no youtube com a hash tag #progcast e envie o link do vídeo para nós, em progcastbr@gmail.com. O primeiro lugar vai levar pra casa, o DVD + CD do show BE” o melhor album da banda, na opinião do Rhamsés. O segundo lugar vai faturar o disco de estúdio do “BE” e o terceiro lugar vai faturar o disco acústico “12:5”.

Incrível não? Agora se você esta sem idéias, clique aqui e escute o Progcast# 31 – Pain of Salvation: O Elemento Entropia parte 1

Saudações Proggers!

Sejam bem vindos a mais uma edição da sua dose semanal de rock Progressivo

Para fechar a mais longa das sagas (até agora…) de Progcast, trazemos um papo tresloucado, confuso, nervoso e beirando a agressão sobre a atual fase dos neo-proggers do Marillion, mais especificamente entre os álbuns “marillion.com” e o mais recente e semi-acústico “Less Is More”, tudo isso acompanhado novamente de Rodrigo Leme, o “presidente-do-fã-clube-de-um-homem-só”. Tendo como resultado um estúdio com algumas manchas de sangue, veias pulsantes e hematomas, prepare o seu escudo de tampa de lixo e o capacete de balde para tomar partido nessa longa discussão. E aí, vocês concordam ou não com a política de vendas que o Marillion adotou?

PARA FICAR POR DENTRO

PROMOÇÂO PAIN OF SALVATION

O que tocou no episódio

  • 00:00:20 – Built-in Bastard Radar
  • 00:02:23 – If My Heart Were A Ball, It Would Roll Uphill
  • 00:10:37 – House
  • 00:20:53 – Between You And Me
  • 00:27:20 – Map Of The World
  • 00:32:22 – Rich
  • 00:36:28 – Tumble Down The Years
  • 00:40:57 – This Is The 21st Century
  • 00:51:55 – The Invisible Man
  • 01:05:28 – The Other Half
  • 01:09:51 – The Last Century For man
  • 01:15:17 – Neverland
  • 01:26:27 – Somewhere Else
  • 01:34:15 – Asylum Sattelite #1
  • 01:43:30 – Real Tears For Sale
  • 01:50:56 – This Train Is My Life
  • 01:55:36 – The Man From The Planet Marzipan
  • 02:03:12 – The Space (Less Is More)
  • 02:08:04 – Memory Of Water (Less Is More)

Comentários, sugestões, correções e contato: progcastbr@gmail.com

Sigam-nos no Twitter @progcastbr

Seja nosso amigo no orkut

Veja nosso perfil no MySpace

Adicione o Progcast no seu msn! group1336447@groupsim.com

Comentem, espalhem, divulguem

Baixe agora o episódio

Commentum: The Wall II

Na última parte de Commentum, trocentos anos atrás, paramos no meio do conceito do álbum “The Wall”, do Pink Floyd, quando o personagem Pink construiu um muro de isolamento metafórico ao seu redor, preferindo se esconder dentro de sua própria mente invés de enfrentar a vida como ela é diante de seus olhos (e assim termina o lado B do disco 1… hora de botar o segundo na agulha)

View full article »

1977 – Songs From The Wood

View full article »

Saudações Proggers!

Sejam bem vindos a mais uma edição da sua dose semanal de rock Progressivo

Para iniciar o ano de 2011, um dos temas mais pedidos desde que o progcast surgiu, criamos coragem e vestimos nossos melhores coletes à prova de freaks para gravarmos a primeira parte do especial sobre Pain of Salvation. Para compor a tropa que inicaria uma investida nonsense rumo ao nucleo freak, convidamos nada mais nada menos que Ock Tock (Maquina do Tempo, Tockaí) e claro, o brasileiro que conheceu os caras pessoalmente e que os perseguiu pessoalmente também Fábio Candioto (Comunidade POS Brasil, Comunidade Opeth Brasil).

Em uma conversa sem sentido, descobrimos mais um, além do Rhamsés, que faz comparações extremas com bandas progressivas. Soubemos também o porque de Pain of Salvation ser melhor que Dream Theater e traçamos toda uma linha de raciocinio sobre o tratamento que as bandas desconhecidas em territorio nacional recebem por parte dos organizadores de shows e eventos

E ATENÇÃO: Não deixem de escutar até o final para descobrir como concorrer a um mega kit Pain Of Salvation !!!!!

UPDATE 1 – Os vídeos que estarão concorrendo a promoção do Kit Pain Of Salvation, deverá ser colocado no youtube e o link deverá ser enviado para progcastbr@gmail.com

Comentado no episódio

O que tocou no episódio

  • 00:00:17 – Welcome To Entropia
  • 00:01:38 – Winning A War
  • 00:04:11 – Handful of Nothing
  • 00:09:47 – Water
  • 00:12:36 – ! (Foreword)
  • 00:18:48 – Plains Of Dawn
  • 00:26:05 – People Passing By
  • 00:35:12 – Winning A War
  • 00:41:36 – Leaving Entropia
  • 00:44:09 – Spirit Of The Land
  • 00:44:51 – Inside
  • 00:51:03 – The Big Machine
  • 00:55:24 – Inside Out
  • 01:02:01 – New Year’s Eve
  • 01:07:40 – Handful Of Nothing
  • 01:13:18 – Ashes
  • 01:17:47 – In the Flesh
  • 01:26:23 – Second Love
  • 01:30:45 – Undertow
  • 01:34:40 – Used
  • 01:40:02 – Idioglossia
  • 01:48:31 – Beyond The Pale
  • 01:58:26 – A Trace Of Blood
  • 02:06:45 – Ending Theme
  • 02:11:45 – Rope Ends

Comentários, sugestões, correções e contato: progcastbr@gmail.com

Sigam-nos no Twitter @progcastbr

Seja nosso amigo no orkut

Adicione o Progcast no seu msn! group1336447@groupsim.com

Comentem, espalhem, divulguem

Baixe agora o episódio